sábado, 17 de julho de 2010

Culinária: Salada Caesar

Eu particularmente considero esta, uma receita bastante interessante, pois aquela que seria uma simples entrada, acaba se tornando, a meu ver, uma refeição completa, ideal para um jantar leve, nutritivo e de baixas calorias. Afinal possui carboidratos- croutons, proteina - frango, fibras - folhas e muito, muito sabor.


Pão de forma - 2 fatias
Azeite - quantidade necessária
Verduras de folhas verdes - quantidade necessária
Peito de frango - 1
Bacon defumado - 50 g
Queijo ralado - 2 colheres (sopa)
Maionese - 2 colheres (sopa)
Creme de leite-  1 colher (sopa)
Alho picado - ½ colher (chá)
Sal e pimenta - a gosto


Corte o pão em cubinhos. Leve-os ao forno com um pouco de azeite. Deixe até dourar. Você terá os croutons.

Corte as folhas verdes com as mãos. Misture tudo em uma vasilha.
Corte o frango em tirinhas e doure em uma frigideira com um pouco de azeite.
Acrescente o frango às folhas.
Adicione o bacon torradinho, o queijo ralado e os croutons.
Em outro recipiente, misture a maionese, o creme de leite e uma colher (sopa) de azeite. Acrescente o alho refogado. Tempere com sal e pimenta e sirva a salada.

Dica:
•Para torrar o bacon, leve-o já cortado em cubinhos ao forno baixo para secar e ficar bem crocante. Deixe esfriar antes de juntar aos demais ingredientes.

E bom apetite!!!

Um pouco da história da salada mais famosa e popular no mundo todo:

  É a mais popular salada americana. Chegou ao Brasil só nos anos 80, como uma grande novidade. O nome, diferente do que se possa pensar, não é homenagem ao grande imperador romano Caius Julius Caesar (44 a.C.) - que defendeu homens simples contra o poderoso Pompeu, se apaixonou por Cleópatra, foi traído pelo amigo Brutus e acabou assassinado no Senado a golpes de punhal. O "Caesar" da salada, apesar de também romano, é outro. Trata-se de Caesar Cardini - que, junto com seu irmão Alex, deixou Roma para fundar o hotel "Caesar Place". Em Tijuana, no extremo norte do México, junto ao oceano Pacífico.
  O lugar não foi escolhido por acaso. É que, por esse tempo, vigorava nos Estados Unidos a Lei Seca - que proibia fabricação, venda, transporte, importação e consumo de qualquer bebida alcoólica no país. O crime organizado aproveitou a restrição e grandes fortunas foram feitas, com o comércio clandestino de bebidas. Nasceram Al Capone, Lucciano e os grandes nomes da máfia. Mas também floresceu a venda livre dessas bebidas em cidades da fronteira. Entre essas cidades Tijuana, que ficava bem pertinho da próspera San Diego.
  Só para lembrar, a lei foi votada pelos conservadores da Câmera de Representantes, em 8 de setembro de 1917, para proteger os americanos dos perigos do consumo do álcool; entrou em vigor dois anos depois; e foi revogada em dezembro de 1933 pelo presidente Franklin Delano Roosevelt. Mas essa é outra história.
  Voltando a Caesar Cardini deu-se que, no feriado de 4 de julho de 1924, estava completamente lotado seu hotel com escritores, políticos, atores de Hollywood - 4 de julho, bom lembrar, é o dia da Independência americana. Nosso 7 de setembro. E já começava a faltar comida na despensa. O chef se viu então obrigado a improvisar, com os poucos ingredientes que lhes restavam.
  Para manter as aparências anunciou, aos impacientes ocupantes das mesas do restaurante, que iria servir o mais novo prato do cardápio. A salada foi preparada em um palco, tendo ao lado o proprietário do hotel, na frente de todos os clientes. Um verdadeiro show, para desviar a atenção dos poucos ingredientes a serem usados. Como novidade absoluta, acrescentou-se ao molho da salada gemas cruas de ovo - depois proibidas por produzir, esse ovo cru, contaminação de salmonela.
  A salada ganhou o nome do próprio dono do hotel; e logo foi considerada, pela International Society of Epicures, de Paris, "a mais importante receita americana dos anos 50". Prenúncios da globalização. Que uma das mais importantes receitas americanas, ironicamente, nasceu no México, criada por um chef italiano, para japoneses e outros clientes do mundo todo.

*Texto de Letícia Cavalcante para o site da terra.


Beijos...
Danie
http://www.lindaecheiadegraca.blogspot.com/


Imagem: Reprodução

3 comentários:

  1. Hmmm .. deve ser uma delícia e o melhor - é saudável!

    Bjss

    http://tvfabulous.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. essa salada é maravilhosa!!!! no verão faço muitoooo!!!

    já postei no meu blog tbem,
    :)

    obrigada pela vista!
    beijosss

    ResponderExcluir
  3. Adorei!! vou aproveitar o meu momento gourmet pra fazer esta salada no almoço ... muito obrigada!!

    ResponderExcluir

É sempre muito gratificante saber o que você pensa. Obrigada pelo carinho! Volte sempre e comente sempre que puder!